PROGRAMAÇÃO – OFICINA DE ASTROLOGIA II – MAPA DE PLANEAMENTO ANUAL

Na Astrologia existem processos comuns a todas as pessoas. Estes processos estão ligados ao movimento dos Planetas. O Mapa Natal é o congelamento de um momento, mas os Planetas continuam a atravessar os Signos depois disso. Estes Planetas farão um dia ângulos importantes com as posições natais. A isto se chama Ciclo: o relacionamento de um Planeta com ele mesmo numa posição anterior. Alguns Planetas descrevem ciclos muito precisos, que se repetem. Assim, por exemplo, sabe-se que em determinada idade a pessoa experimentará um momento importante no Ciclo daquele Planeta.

PROGRAMA

Sábado – 6 de Janeiro

  • 10:00 – Círculo de Abertura
  • 10:40 – Sessão I -“A Paisagem da Vida
    • Diagnóstico Inicial e Auto-análise – Medi(ta)ção através da Astroqueta
  • 11:20 – Coffee-break
  • 11:30 – Sessão II – “A Paisagem da Vida” (Cont.)
  • 12:50 – Almoço
  • 14:00 – Sessão III – “Mapeando a Viagem pela Vida
  • 15:50 – Coffee-break
  • 16:00 – Sessão IV – “Mapeando a Viagem pela Vida” (Cont.)
  • 18:00 – Círculo de Fecho 

Domingo, 7 de Janeiro

  • 10:00 – Círculo de Abertura
  • 10:40 – Sessão V – “Ciclos Cósmicos I
  • 11:20 – Coffee-break
  • 11:30 – Sessão VI – “Ciclos Cósmicos II
  • 12:50 – Almoço
  • 14:00 – Sessão VII – “Ciclos Cósmicos III
  • 15:50 – Coffee-break
  • 16:00 – Sessão VIII – “Aqui e Agora
    • DiagnósticoFinal e Auto-análise – Medi(ta)ção através da Astroqueta
  • 18:00 – Círculo de Encerramento

Para a análise das fases do desenvolvimento de cada um, são usados os Ciclos dos Planetas mais distantes, que levam mais tempo para dar uma volta completa ao Sol, ou, falando em termos astrológicos, para fazer uma revolução.

Com o estudo da Astrologia, é mais fácil entender essas fases que têm um forte significado de passagem ou mudança. As passagens da vida não são apenas a adolescência e a meia idade, mas antes um contínuo confronto com novas expectativas e desafios. O estudo da Astrologia ajuda a compreender os Ciclos, contribuindo para que a pessoa possa lidar melhor com eles, com os significados e mudanças que se tem de vivenciar através deles.

Os processos físicos comuns a uma determinada idade vêm acompanhados do seu correspondente psicológico, que são os Ciclos Planetários. Porém, não é possível saber como é que uma pessoa viveu estas importantes passagens. Ocorre com os Ciclos Planetários a mesma coisa que com a forma como experimentamos mudanças físicas: algumas pessoas podem não gostar da adolescência, e sentirem-se mais confortáveis quando adentram nos quarenta anos, enquanto que outras viveram um despertar muito positivo na adolescência, mas sentem-se em crise quando ingressam na vida adulta. Existem muitas diferenças individuais na forma como cada pessoa vive os trânsitos.