A Educação Neohumanista

A Educação Neohumanista procura redefinir a experiência humana, propondo que todos nós somos seres intimamente ligados com o tecido do universo.

“O verdadeiro significado de educação é o desenvolvimento trilateral – desenvolvimento simultâneo nas esferas física, mental e espiritual da existência humana. Este desenvolvimento deve reforçar a integração da personalidade humana. Por isso, potencialidades humanas adormecidas, serão despertas e usadas adequadamente… Educados são aqueles que têm aprendido bastante, que têm uma boa memória e fazem uso do seu conhecimento na vida prática.”

 P. R. Sarkar

A Educação Neohumanista é uma educação que, ao invés de reprimir ou bloquear os níveis superiores da mente, integra todos os aspectos da existência do indivíduo: corpo físico, sentidos, intelecto, emoção, imaginação criativa, intuição e espírito.

“A verdadeira educação é aquela que leva à libertação.”

P. R. Sarkar


janelas_dalma


Princípios da Educação Neohumanista:

Despertar a sede pelo conhecimento e o desenvolvimento de toda a personalidade humana

A Educação Neohumanista facilita o desenvolvimento de todos os níveis da personalidade humana: física, mental e espiritual. Reconhece que cada indivíduo evolui ao seu próprio ritmo, e procura satisfazer as suas necessidades individuais.

A educação baseada na ética

A ética é a essência do desenvolvimento moral de todos os seres. Os valores morais são a base do indivíduo equilibrado e de uma sociedade harmoniosa. O Neohumanismo tem 10 conceitos éticos universais que são permanentemente incentivados:

– Não cometer danos;
– Veracidade;
– Não roubar;
– Amor Universal;
– Vida simples;
– Limpeza;
– Coração contente;
– Solidariedade;
– Leitura inspiradora;
– Meditação e auto-aperfeiçoamento

O despertar da consciência espiritual

O processo de aprendizagem enraíza-se na convicção de que o Universo é um todo integrado, dentro do qual se concebem as coisas. Isto fomenta um profundo sentimento de conecção connosco mesmos, e com os demais. Criando uma mudança de postura da vida mecânica e materialista para a totalidade e interdependência. A apreciação espiritual significa um compromisso de cuidar de toda a criação e de estimular o desejo inato de saber “quem sou e qual é o meu destino”.

Enfoque integrador da aprendizagem

Em lugar de dividir o conhecimento em disciplinas académicas separadas, a Educação Neohumanista estimula a multidisciplinariedade. Educação significa muito mais do que acumulação de dados, é a experiência viva do mundo como uma totalidade dinâmica e inter-relacionada.

Cultivo da estética em todas as disciplinas

Na Educação Neohumanista a apreciação e a experiência estética difundem-se em todos os aspectos da aprendizagem. A subtil expressão de beleza na música, arte, literatura, etc, eleva a vida humana e nutre uma consciência maior.

Valorização da cultura própria e a de outros lugares

O Neohumanismo reconhece a importância da cultura na formação da cidadania de uma pessoa. Enfatiza o ensino da língua e as tradições locais, mas também reconhece a beleza e a importância de todas as culturas.

Uma nova consciência do meio ambiente

A educação ambiental desenvolve as habilidades e valores necessários para a administração responsável dos recursos do nosso planeta.

O educador como exemplo

O papel do educador é de suma importância. Já que o ensino pelo exemplo é primordial, os professores devem personificar as qualidades mais nobres da humanidade.

“O professor deve possuir qualidades tais como: força de carácter, rectidão, espírito de serviço social, uma personalidade inspiradora, desinteresse e habilidades de liderança”.

P. R. Sarkar

O espírito de serviço

A Educação Neohumanista não considera a educação como passaporte ao prestígio, ao privilégio, mas como uma responsabilidade de servir aos demais. A arte, ciência e o conhecimento estão dedicados ao serviço e ao bem estar de todos.

Expansão da consciência e sentido de justiça

A Educação Neohumanista estimula a participação activa nas mudanças sociais positivas. Os estudantes necessitam desenvolver uma consciência social e um sentido de justiça, para dessa forma discernirem as estratégias de manipulação e os sentimentos discriminatórios que causam sofrimento a todos os seres.